Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Pé Descalça

Como Manter um Estilo de Vida Saudável em Viagem

Viajar é uma das coisas que mais gosto de fazer mas também sou muito fã de exercício e acho que é importante manter um estilo de vida saudável. Claro que quando estou de férias e em viagem nem sempre há tempo (e, muito sinceramente, nem sempre há vontade!) para manter um estilo de vida tão saudável como faço em casa e isso também não tem problema: todos temos direito a comer "porcaria" de vez em quando e a descansar do treino.

DSC01088.JPG

 

No entanto, eu gosto mesmo de comidas mais saudáveis e ficar sem fazer exercício durante uma semana inteira faz-me alguma comichão por isso, se são como eu, não se preocupem: há uma série de maneiras de manter hábitos saudáveis em viagem. Aqui ficam algumas dicas:

 

1. Quando as férias são prolongadas, optem por ficar em aparthotéis ou noutro tipo de alojamento que vos permita cozinhar pelo menos algumas das vossas refeições. Não só poupam dinheiro (porque comprar comida no supermercado e cozinhá-la fica bem mais barato que ir a um restaurante!) como também podem controlar melhor a vossa alimentação em viagem. Podem fazer a vossa comida preferida e o quão saudável desejarem.

 

2. Se não tiverem a possibilidade de cozinhar a vossa comida, claro que podem sempre escolher comer em sítios mais saudáveis e comprar lanches saudáveis também. Algumas boas opções são fruta, barras de cereais e iogurtes líquidos.

 

3. Estejam onde estiverem, comprem garrafas de água e mantenham os 2L recomendados por dia.

 

DSC01307_edited.jpg

 

4. Se gostam de levar um estilo de vida mais ativo mas não têm tempo para fazer exercício (porque estão tãaaao ocupados a descobrir a vossa nova linda cidade), podem sempre optar por andar a pé ou de bicicleta em vez de apanhar taxis, autocarros ou alugarem um carro.

 

5. Se têm algum tempo livre, uma corridinha de manhã é uma ótima maneira de descobrirem o novo sítio onde se encontram. Se não gostam de correr, podem levar o vosso computador/tablet/iPad convosco e aproveitar a Wi-Fi gratuita da maioria dos hotéis para fazer uma horinha de exercício através do YouTube (há lá vídeos para tudo: Yoga, Pilates, e muito cardio!).

 

6. Se têm tempo (e vontade, claro) e estão num hotel todo fancy com ginásio e acesso livre então já sabem o que fazer.

 

Têm mais dicas a acrescentar? Ou preferem aproveitar as férias e viagens para preguiçar a 100%? ;)

"Feliz" Dia da Mulher

Hoje é o Dia Internacional da Mulher mas eu não o festejo de uma maneira especial no meu dia-a-dia. Conheço mulheres que ficam felizes por receber flores, um almoço ou jantar especial, ou até algum presente dos respetivos maridos ou namorados. Eu não quero nada disso. Felizmente, na minha vida, o facto de eu ser mulher nunca me impediu de fazer nada, de ser quem eu sou, de fazer as escolhas que eu fiz. E por isso eu não mereço nada neste dia.

 

Mas claro que o dia ainda é importante quando olhamos à escala global (afinal de contas é o dia internacional da mulher). Não digo que a situação de igualdade de género em Portugal seja perfeita, porque não é, mas ainda é mais imperfeita noutros países. Por isso, acho que a melhor maneira de festejar este dia é por um lado, sim, reconhecer o caminho que já foi percorrido, mas (e mais importante ainda) é mostrar o caminho que ainda nos falta percorrer.

 

Um dos assuntos atuais mais conhecidos é o número estonteante de violações que ocorrem na Índia por dia (estatísticas oficiais apontam para cerca de 90 casos diários). Recentemente, foi realizado um documentário sobre um dos casos indianos mais falados: a violação e violência de uma estudante de medicina quando esta voltava do cinema com um amigo em dezembro de 2012. O documentário já foi proibído na Índia mas é possível encontrá-lo na internet, quer no YouTube quer noutros sites. Eu vi-o aqui mas caso entretanto o documentário seja retirado deste link, procurem "India's Daughter full documentary" no Google ou no YouTube e certamente encontrarão outro sítio para o ver.

 

Aproveitemos este dia para refletir sobre a igualdade de género que existe (ou não) hoje em dia e lancemos um debate que seja realmente construtivo para um futuro em que homens e mulheres - independentemente de etnia, cultura, orientação sexual, idade, religião, etc. - possam verdadeiramente gozar da plenitude dos seus direitos humanos.

 

Ah e "feliz" dia da mulher.