Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Pé Descalça

Dias 2 & 3: Dubrovnik

Continuando a saga pela Croácia, depois de termos passado um dia em Zadar fizemos rumo a Dubrovnik de autocarro. Partimos às 6 da manhã para chegar quase 9 horas depois, por volta das 16h, a uma das cidades que eu estava mais curiosa por explorar.

 

Mas antes de lá chegarmos, houve um pequeno (quase) percalço. Estamos calmamente a seguir no autocarro e a aproveitar uma das melhores vistas que já tive, quando o condutor diz no seu inglês arranhado "Ok, everybody passports". Eu e a C. ficámos parvas a olhar uma para a outra: passaportes? Agora? Mas porquê? Começamos a ver um check point de fronteira a aproximar-se. Será que tínhamos adormecido e já tínhamos passado Dubrovnik? Estaríamos a sair do país para Montenegro? Não fazia muito sentido visto que a última paragem deste autocarro deveria ser Dubrovnik. Decidi tirar o mapa da Croácia que tinha comigo e vejam só o que eu descobri:

 

croatia.jpg

 Há uma parte da costa que pertence à Bósnia Herzegovina.

 

O QUE É ISTO.

 

QUE SENTIDO É QUE ISTO FAZ.

 

Tanto eu como a C. ficámos parvas e bastante divertidas com esta nova descoberta e apresentámos prontamente os nossos passaportes quando as autoridades da fronteira entraram no autocarro. E, para nossa sorte, ainda tivemos direito a fazer uma paragem de descanso na Bósnia o que quer dizer que, ya, visitámos dois países numa semana. E vejam só como a Bósnia é linda:

IMG_4022.JPG

 Depois desta divertida paragem, seguimos por mais duas horas de viagem e finalmente chegámos a Dubrovnik. A cidade sempre me fascinou sinceramente pelas fotografias que sempre vi na internet. Trabalhei durante 6 meses como blogger e copywriter numa empresa de viagens e Dubrovnik era sempre a cidade que mais gostava de destacar (para além de Lisboa claro ;) ). Vejam só: é uma cidade pequeníssima que quase parece uma pequena península abraçada por muralhas antigas.

 

IMG_4309.JPG

 

Infelizmente quando chegámos estava a chover torrencialmente por isso corremos para encontrar o nosso apartamento e ligámos à proprietária para nos vir abrir a porta. Na realidade, tínhamos reservado um quarto na House Tereza mas o quarto era tão completo que lhe chamávamos apartamento. Tínhamos casa-de-banho, um quarto espaçoso, televisão, Wi-Fi, frigorífico e até uma pequena mesa. Ficámos muito bem servidas e a proprietária foi novamente muito simpática e ajudou-nos imenso a encontrar os locais de maior interesse perto do apartamento. Para além disso, ficámos outra vez super bem localizadas mesmo no meio do centro histórico e por isso conseguimos fazer sempre tudo a pé.

 

Depois de arrumarmos as nossas coisas, tomarmos um duche e descansado um pouco, saímos para comer e passear pela cidade. Felizmente tinha parado de chover e deu para andarmos à vontade pela cidade antiga de Dubrovnik. Acabámos por não entrar em lado nenhum porque tudo o que era museus estava fechado mas ficámos com um bom plano de coisas para explorar no dia seguinte. Depois de tirarmos algumas fotografias, decidimos ir beber um copo. Sabíamos que havia um pub irlandês (muito bem indicado pela dona do apartamento) onde queríamos ir mas ainda era demasiado cedo. Estávamos a andar um pouco sem destino até que encontrámos o seguinte sinal:

 

IMG_4089.JPG

 Tivemos que o seguir (eu com algum ceticismo e a C. toda entusiasmada). Mas felizmente, não desiludiu! Mesmo por fora das muralhas, alguém teve a excelente ideia de criar um pequeno bar que serve bebidas e realmente oferece uma das melhores vistas de por-do-sol que eu já vi (ainda melhor que a de Zadar que me tinha maravilhado no dia anterior).

IMG_4083.JPG

 Foi aqui que eu e a C. tivemos um daqueles momentos em que tudo pareceu simplesmente encaixar. Estávamos exatamente onde queríamos estar, com quem queríamos estar e a fazer o que queríamos estar a fazer. Foi dos momentos na minha vida em que me senti mais serena, com a certeza que tudo estava no seu sítio certo.

 

Depois das nossas Smirnoff Spin, aventurámo-nos novamente pela cidade e acabámos por passar a noite no pub irlandês onde conhecemos uma australiana muito simpática e umas espanholas muito divertidas. Os pubs irlandeses têm um grande significado para mim e para a C. porque nós conhecemo-nos quando estávamos a estudar na Irlanda juntas. Não podíamos deixar passar a oportunidade de matar um bocadinho de saudades desses tempos!

IMG_4084.JPG

 O dia seguinte foi cheio de atividades turísticas: passeámos pelas muralhas, subimos um teleférico para ter uma vista deslumbrante de Dubrovnik, explorámos algumas igrejas e palácios e terminámos o dia com um dos melhores jantar da viagem toda (mexilhões frescos como nunca tinha comido e um ótimo vinho branco). Aqui ficam algumas fotografias das nossas aventuras.

IMG_4308.JPG

IMG_4313.JPG

IMG_4314.JPG

IMG_4317.JPG

IMG_4338.JPG

No dia seguinte, partimos rumo a Split. Aí sim, tivemos uma noite que eu certamente nunca vou esquecer!

5 comentários

Comentar post