Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Pé Descalça

Dias 6 & 7: Hvar

Depois de tantas andanças por Zadar, Dubrovnik e Split, eu e a C. decidimos guardar uns dias descanso para o final da nossa viagem. E que melhor sítio para descansar que uma ilha paradisíaca como Hvar?

IMG_4739.JPG

Hvar é mais conhecida pela sua vida noturna e pelo jetset que passa lá os seus verões (exemplos incluem o Príncipe Harry da Grã Bretanha) mas como eu e a C. passámos por lá durante a época baixa, a ilha ainda estava relativamente calma. 

 

Ficámos instaladas no Hvar Out Hostel, um hostel que fica a menos de 5 minutos a pé da marina (por onde chegámos de ferry). Apesar de infelizmente não ter sido o sítio mais limpo e arranjado onde ficámos na Croácia, a rececionista era super divertida e levou-nos a sair à noite com as outras raparigas que estavam no hostel.

 

IMG_4956.JPG 

Depois de arrumarmos as nossas coisas, conseguimos apanhar uma visita guiada a pé gratuita pela cidade de Hvar onde a guia nos explicou como a ilha tem funcionado à base do turismo desde 1850 quando se estabeleceu como uma estância termal. Foi interessante ficar a conhecer um bocadinho da ilha: apesar de pequenina, havia muitos pormenores acerca do desenvolvimento de Hvar que valeram a pena ficar a conhecer. E depois de andarmos tanto a pé, claro que tivemos que ir à procura de um restaurante que servisse mexilhões! Encontrámos um mesmo na marina e ficámos muito bem servidas novamente.

 

À noite a Joi, a rececionista do hostel, levou-nos a sair com umas americanas que também estavam a passar a noite no hostel. Como ainda estava a recuperar da noite anterior, não bebi mas a C. bebeu um pouco da vodka que tínhamos comprado em Split.

 

Volto a repetir: não. bebam. vodka. barata. na. Croácia.

 

O dia seguinte foi passado a descansar. Acordámos tarde, comemos um delicioso brunch na praça principal da cidade e seguimos para a praia. Passámos lá o dia a ler, conversar, ouvir música e, essencialmente, a descansar. Ao final da tarde (e depois de a C., com a sua pele nórdica, ter apanhado um escaldão enquanto eu nem bronzeei) saímos para explorar o forte que fica atrás e essencialmente em cima da cidade. A vista era deslumbrante e pudemos aproveitar um belo caminho pela natureza para lá chegar.

 

IMG_4954.JPG

IMG_4957.JPG

 IMG_4736.JPG

 

IMG_4737.JPG

 

Depois de várias horas de transportes e uma semana a explorar cidades tão diferentes, Hvar era mesmo aquilo de que precisávamos: um lugar calminho para recarregar as baterias. Tivemos sorte porque só na época baixa é que a ilha é tão tranquila (no pico do verão a população da ilha passa de 4,500 para 15,000). Mas foi o lugar ideal para terminar uma viagem tão perfeita.

 

Agora, depois de olhar para estas fotografias, só me apetece começar a planear já a próxima escapadela! Mas, para já, é preciso recomeçar o ciclo e começar a poupar ;)

5 comentários

Comentar post