Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Pé Descalça

#SocialGoodSunday | Casais Homossexuais Podem Adotar

Estamos em 2015 e finalmente o país (ou pelo menos a maioria do país) teve uma epifania: o amor é o que mais importa para as crianças crescerem bem, felizes e saudáveis. O Parlamento aprovou ontem a adoção por casais do mesmo sexo e, ao que parece, as instituições já estão preparadas para cumprir a lei.

 

Mas, para quem ainda não está convencido que esta lei tem em conta o interesse das crianças em primeiro lugar, vamos cá analisar os três principais argumentos contra a adoção por casais do mesmo sexo:

 

1. As crianças vão crescer sem uma referência masculina ou feminina, o que será prejudicial para o seu desenvolvimento.

Há aqui duas coisas a apontar. Primeiro, claro que num casal homossexual haverá sempre ou dois pais ou duas mães - não há argumento contra isso. Mas o que é que queremos dizer por "referência feminina"? É ter cabelo comprido, peito, ancas largas e menstruação mensal? (Ou seja, é no sentido biológico?) Ou para nós uma "referência feminina" é ter alguém em casa que é mais sensível, limpa sempre a casa, cozinha para todos, preocupa-se com a decoração da casa, vai a todas as reuniões de pais, chora de vez em quando? Por pensar que só as mulheres têm esse papel é simplesmente machista. Qualquer rapariga ou rapaz beneficiaria bastante de ver um homem com essas competências (sim, porque há muito homem por aí que fica mais do que feliz da vida por ter essas responsabilidades. Ah e os homens também choram sabiam? É verdade...). E o mesmo acontece ao contrário. Uma "referência masculina" é ter alguém que gosta de praticar desporto, de ir brincar com as crianças, de ver um jogo de futebol e beber uma cerveja? É alguém que nunca chora, se mantém forte perante tudo, e assume as responsabilidades financeiras da família? Porque eu conheço muitas mulheres assim. E ter crianças a crescer com figuras parentais que saem destes papéis de género sexistas só lhes vai fazer bem.

 

2. As crianças adotadas por casais homossexuais terão mais probabilidade de ser homossexuais.

Amigos. Há muitos homossexuais por este mundo. E eles foram criados por casais homossexuais? Hm, não... Que engraçado, foram criados por casais heterossexuais! É um mundo interessante este.

 

3. As crianças adoptadas por homossexuais terão maiores dificuldades na adaptação social, por causa do estigma que sofrerão, por serem criadas por homossexuais.

Acham que isto é verdade? Então, tenho boas notícias! Podem agora ajudar as crianças filhas dos casais homossexuais: ensinem aos vossos filhos que não há nada de mal nisto. Ensinem-lhes que os pais ou as mães delas são iguais a todos os pais e todas as mães: amam os seus filhos e dão o seu melhor para darem as melhores oportunidades aos seus filhos.

 

Acho que ficámos esclarecidos.

Sim?

 

Agora vamos lá festejar que esta semana acabou em grande.

3 comentários

Comentar post