Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Pé Descalça

Viajar Sozinha - Parte 1

Perfect for a travel themed party OR vintage party!

Ando com uma vontade indescritível de viajar.

 

Sempre gostei de viajar (quem não gosta?) e felizmente sempre tive a oportunidade de o fazer com regularidade. Fossem viagens de família anuais, fins-de-semana com amigos, acompanhar em viagens de trabalho da minha mãe, e recentemente fazer escapadelas com o meu namorado, a verdade é que já fui a muito sítio. Mas ultimamente, não sei explicar bem porquê, a vontade de viajar é ainda maior que o costume.

 

Não é só um pensamento tipo "Ah, olha que gira essa cidade - um dia, gostaria de lá ir". Não, não. Agora, são pensamentos um pouco mais fortes que esses que depois me levam a sítios tipo aos sites da RyanAir, easyJet, eDreams, Skyscanner e afins para pesquisar preços de vôos. São pensamentos que já me levam a convidar amigas para virem viajar comigo - aonde quiserem, até já nem sou muito picuinhas. E, dada a indisponibilidade de todas elas (seja por falta de tempo, dinheiro ou cabeça mesmo), são pensamentos que me levam a ponderar fazer estas viagens sozinha.

viajarsozinha.jpg

A ideia de viajar sozinha (como qualquer ideia de génio que costumo ter), veio-me a meio da noite. Estava a tentar adormecer, não conseguia e não sei porquê às 2h da manhã achei ótimo entreter-me a pensar como seria mesmo viajar sozinha. O que é que isso implica? Porque é que tenho receio de o fazer? Porque é que nunca o fiz antes? E se o fizer e depois não gostar?

Vamos por partes.

 

Porquê viajar sozinha?

Esta é a pergunta mais simples:

 

- Porque algumas das minhas amigas não têm disponibilidade financeira para viajar comigo;

- Porque eu já tenho independência financeira o suficiente para viajar;

- Porque infelizmente algumas amigas minhas estão a lidar com familiares próximos com doenças graves e por isso não se querem ausentar;

- Porque outras amigas ainda (irmãs aqui inclusive) não têm tempo dado o trabalho/faculdade;

- Porque o meu namorado está no outro lado do planeta;

- Porque mesmo as pessoas que estão disponíveis não são pessoas com quem eu gostaria de viajar. O meu estilo de não-me-interessa-o-hotel-onde-ficamossó-quero-passar-o-dia-a-fotografar-a-passear-e-a-visitar-tudo não combina com o de toda a gente.

 

Mas essencialmente, porque se não viajar sozinha neste momento a alternativa é não viajar.

BeFunky_need to travel.jpg.jpg

 

Então porque é que não quero viajar sozinha?

 

Sinceramente, viajar sozinha nunca tinha sido uma opção para mim. Mas também faz algum sentido: tenho 23 anos e ainda vivo com os meus pais. Conseguir fazer qualquer coisa sozinha nesta casa é um milagre.

Quando penso em viajar sozinha, os meus maiores medos são:

 

- Questões de segurança.

- Sentir-me sozinha.

 

O primeiro medo resolve-se facilmente. Há imensos sítios que são seguros para se viajar sozinha e com a quantidade de informação disponível hoje em dia (inclusive testemunhos de viajantes bloggers que serão super úteis, claro) não seria difícil decidir-me num destino seguro.

O segundo medo.. Ah. Esse resolve-se também claro. Há imensos hostels cheios de jovens a viajar como eu, cidades com mais vida noturna, com um povo acolhedor, com uma panóplia de atividades ao ar livre nas quais uma pessoa pode participar. Continua a ser um medo, mas posso também começar por uma viagem mais curta.. Há imensas soluções.

Travel Inspired Design

E esse Ralph aí também falou bem.

 

Sem dúvida que este é um assunto a pensar. Para não me alongar mais, fica aqui esta reflexão. Vou fazer a minha pesquisa e volto para uma Parte 2 cheia de links úteis, possíveis destinos e mais respostas às inúmeras questões que me coloquei a mim própria. Se decidir ir com este projeto em frente, virá ainda uma Parte 3 com os pormenores todos de como planear uma viagem destas.

 

E vocês? Já viajaram sozinhas/os? Como foi a vossa experiência? 

58 comentários

Comentar post

Pág. 1/3